.

Toque de Berrante

A História do Berrante

Os berrantes surgiram há mais de três séculos, época em que o próprio tropeirismo dava seus primeiros passos e talvez seja por isso mesmo que é tão difícil desassociar uma coisa a outra. Ao nascer, o berrante tinha uma primeira função: ajudar os tropeiros a agrupar os animais. Os primeiros berrantes eram feitos do chifre do boi pedreiro - antiga raça surgida em meados de 1910 cujos chifres podiam chegar até 1,50m de comprimentos - mediam mais de um metro, eram fundamentais no transporte de boiadas de até 85 marchas e seu som era bastante grave.
Em seguida surgiram os berrantes com anéis de prata, suas bocas mediam até 40centímetros e eram utilizados para chamar vacas e bois para dar sal ou fazer transporte ou, ainda, quando a bóiada estava pronta.O som de um berrante, no silêncio do sertão, pode ser ouvido a 3km de distância.
O bom berranteiro consegue o som certo, algo que se assemelha a um longo pluuummmm, quando o som é de um longo Fuuufuuu é sinal de que o instrumento está sendo mal tocado. Se fosse criado um glossário dos tropeiros, estradões seriam definidas como viagens, dias como marchas e o berranteiro seria conhecido como porteiro. De acordo com a região do Brasil, berrantes podem ser chamados de: binga, guampo, buzina ou berrante. O berranteiro nunca o carrega pendurado, trata o instrumento com azeite de mamona, jamais coloca bebidas alcoólicas e o mantém sempre limpo.


Características do Berrante


- A ponta do berrante recebe o nome de bocal.
- Berrantes com emendas deixam o ar vazar, por isso, às vezes são apenas bonitos.
- Berrante é cultura, folclore, saudade.
- O som deve ser limpo e ter sentimento, caso contrário irrita o berranteiro; O som do berrante é contagiante, conquista mundos, corações, religiões, rádios, TV, jornais, cavalgadas, missas... Não tem paleta, corda, teclado. A nota é dada na boca do berranteiro e cada berranteiro cria um estilo próprio e traz saudades, alegrias, emoções e às vezes leva lágrimas. Quanto menos se coloca a boca no bocal, melhor é o som . Locais solitários onde o som não irrite ninguém criam uma certa mística; O bocal tem o lado certo, por isso existem berrantes para destros e canhotos.

Concurso do Berrante

Instrumento usado pelos peões de boiadeiro para dar diferentes avisos, o berrante é feito de chifre de boi e tem detalhes em couro. Os sons agudos e graves emitidos pelo berrante variam de acordo com a ocasião e servem para avisar, por exemplo, que é hora do almoço ou que está na hora de recolher. A habilidade do peão, que têm de tirar um belo som do instrumento, é testada durante o “Concurso do Berrante”. A escolha e homenagem aos melhores berranteiros do país acontece durante o concurso da Queima do Alho.
Cerca de 15 pessoas são classificadas, durante uma hora, para participar da final. Para participar do concurso, o berranteiro precisa saber os cinco toques principais: Saída ou solta: serve para despertar a boiada de manhã. É um toque sereno. Estradão: reanima a boiada na estrada. É repicado, semelhante a um soldado marchando. Rebatedouro: toque que avisa quando há perigo. Semelhante ao toque do clarim. Queima do Alho: aviso aos peões que é hora do almoço. Floreia: toque livre. Pode ser uma música para divertimento. Recebem prêmio todos os berranteiros classificados. Os três primeiros recebem um prêmio maior.

Tipos de Toque

»Saída"Solta"
É um toque quando da saída da boiada do seu pouso. O capataz ele vai até a porteira para contar a boiada, enquanto o ponteiro ( berranteiro)executa o toque. 

» Estradão
Quando a boiada toma o corredor ( estrada ) e vai seguindo calmamente o ponteiro da o toque de estrada. O som deste toque agrada muito a boiada.

» Rebatedoro ( Toque perigo ) 
É um toque utilizado para chamar um peão que esta no meio da boiada para vir junto com o ponteiro, no qual irá cercar uma encruzilhada, evitando assim que a boiada se separe ou para auxiliar quem está la na frente em caso de uma situação de emergência qualquer.

» Queima do alho – ( Almoço )

Neste caso o cozinheiro da comitiva vai na frente, umas duas horas aproximadamente, e quando acha um lugar ideal para o descanso da boiada, freqüentemente junto de um riacho ele para fazer o almoço. O ponteiro ao avistar o cozinheiro. ele executa este toque para avisar os peões para adiantar a marcha da boiada. O boi também aprende este toque porque ele associa pelo condicionamento que vai descansar e beber água. 

» Floreio – ( Toque Livre)
Floreio, toque livre, pode ser uma música para divertimento.




Google+